Seja bem-vindo
Nova Odessa,18/06/2024

  • A +
  • A -

Morre bebê de jovem grávida que foi baleada em Nova Odessa; polícia segue investigando


Morre bebê de jovem grávida que foi baleada em Nova Odessa; polícia segue investigando

Morreu na noite desta quarta-feira (8) o bebê recém-nascido da jovem baleada em Nova Odessa no último dia 2 pelo ex-namorado da amiga. Mãe e bebê estavam internados em estado gravíssimo no Hospital Estadual Sumaré (HES) desde o dia do crime. A mulher continua internada, enquanto o bebê não resistiu após seis dias de internação. A informação foi divulgada pelo pai da criança em suas redes sociais e confirmada pela Polícia Civil.

A jovem, de 22 anos, estava com 38 semanas de gestação quando foi atingida por tiros em frente à sua casa, na Rua Emília Pelisson Fadel, no bairro São Manoel. Ela estava acompanhada da amiga e do marido no momento dos disparos. O autor dos tiros, ex-namorado da amiga, confessou o crime, alegando que queria apenas assustar a ex, sem perceber que havia outras pessoas próximas. Ele foi preso em flagrante.

Inicialmente, a gestante foi atendida no Hospital Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia, em Nova Odessa, e depois transferida para o Hospital Estadual Sumaré. O HES informou que a jovem deu entrada em estado gravíssimo, decorrente de um choque hemorrágico. Foi necessária uma cesárea de urgência para tentar salvar o bebê, que foi levado à UTI neonatal. Após seis dias de luta, o recém-nascido não resistiu, e seu sepultamento ocorreu nesta quinta-feira (9), no Cemitério Municipal de Nova Odessa.

O crime:
A jovem estava em frente à sua casa com a amiga e o marido no último dia 2, na Rua Emília Pelisson Fadel, por volta de 5h30, quando o ex-namorado da amiga desceu de uma motocicleta e começou a atirar. Após os disparos, o marido da vítima entrou em luta corporal com o atirador, que fugiu na moto, deixando para trás a arma – um rifle – e o capacete.

O autor dos disparos procurou a delegacia do município para registrar um boletim de ocorrência por agressão, mas foi orientado pelos policiais a procurar primeiro um hospital para tratar seus ferimentos. Posteriormente, ele deveria retornar à delegacia para formalizar o registro.

No entanto, o suspeito procurou a mesma unidade hospitalar onde a vítima estava internada, sendo detido pelos guardas municipais e encaminhado novamente para a Delegacia de Nova Odessa. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio e, de acordo com a Polícia Civil, também deverá responder por homicídio no caso do recém-nascido.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Americana segue investigando o caso para garantir que todos os envolvidos sejam responsabilizados.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.